• Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • YouTube Social  Icon

Aviso

Informamos que nossos serviços não substituem as indicações dadas pelo pediatra, apesar de nossos profissionais possuírem certificações e experiência na área de cuidados com bebês. No caso de dúvida, você sempre deverá procurar seu médico.

© Astra Materna - 2018 - Todos os direitos reservados 

Fim da Licença Maternidade. Quem vai cuidar do bebê?

21/10/2017

 

 

Parecia que estava longe, mas o fim da licença maternidade chegou! E agora? Quem vai cuidar do bebê? Como ficar longe do bebê? Como continuar com a amamentação ficando horas fora de casa? Estas são algumas das dúvidas que afligem as mães no seu retorno ao trabalho.

 

Hoje falaremos sobre este temido momento para ajudá-las a passar por ele com tranquilidade.

O retorno ao trabalho é visto como uma tortura por algumas mulheres e para outras, uma oportunidade de voltar ao mundo “normal”. Mas, as aflições de todas são sempre as mesmas!

Onde e com quem o bebê ficará na ausência da mãe.

 

Casa ou escola? Avó ou babá? Quem seguirá todas as suas recomendações no cuidado do bebê?

Toda escolha tem seu ônus e bônus, então pense em qual das situações você ficaria mais tranquila e opte por ela. A segurança e o bem estar do bebê deve estar em primeiro lugar para que você não se sinta terceirizando a educação do seu filho(a).

 

Para as mulheres que amamentam, a volta ao trabalho deve ser preparada com pelo menos 15 dias de antecedência, para que seja possível criar um estoque de leite materno. A mãe pode utilizar bombas manuais ou elétricas para ordenhar e depois armazenar(congelar) o leite materno que será oferecido ao bebê enquanto ela não estiver em casa. Se possível, peça para a cuidadora oferecer o leite à criança em um copinho para que não haja confusão de bico do peito com o da mamadeira, influenciando assim, um desmame precoce.

 

Algumas empresas contam com o cantinho da mamãe onde as mulheres podem ordenhar o leite, guardar e levar para a casa no fim do dia, em bolsinhas térmicas. Se no seu local de trabalho não for possível realizar a ordenha, continue firme na amamentação em casa, no período da manhã e no período noturno.

Não é fácil ficar longe de uma pessoinha que chegou de mansinho, foi crescendo e tomou praticamente todo o espaço do seu coração.

 

É muito provável que nos primeiros dias longe de casa, quando você pensar no seu bebê, seu leite comece a escorrer. É físico, emocional e é normal! Com o tempo seu corpo de adaptará, assim como foi no início da amamentação, quando seu corpo passou a produzir somente a quantidade de leite que seu bebê precisava para mamar.

 

Muita força nesta fase e caso precise de alguma ajuda, nós da Astra Materna estamos aqui para apoiá-la!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

DESTAQUES DO BLOG

Please reload

CATEGORIAS

Please reload

Para começar com o Disqus, vá no painel de configurações.

BAIXE NOSSO EBOOK